Ibuprofeno com Arginina: Para que serve, Efeitos Colaterais e Como Tomar

Ibuprofeno com Arginina, o Ibuprofeno é um medicamento com uma alta capacidade como analgésico, antipirético e anti-inflamatório. E ambos pertencem ao grupo de medicamentos denominados anti-inflamatórios não esteroides (AINES), que reúne, além de outras drogas, como o naproxeno ou diclofenac.

O que é a Arginina?

ibuprofeno com argininaA Arginina ou L-Arginina é um aminoácido básico que contribui para a criação de proteínas. É obtido a partir da dieta e obtemos através da carne vermelha, a carne de ave e em produtos lácteos, mas também se produz em laboratórios para uso como medicamento.

Em medicina, a L-Arginina é usado para o tratamento de doenças do coração e dos vasos sanguíneos, para o tratamento de pressão arterial alta, para o tratamento de demência senil e até mesmo para a disfunção erétil.

Também é usado para a prevenção da constipação comum, para melhorar o funcionamento dos rins após um transplante de rim, para melhorar o desempenho atlético, para aumentar as defesas e prevenir a inflamação do trato digestivo em bebês prematuros.

A L-Arginina não é usado somente em combinação com o ibuprofeno, mas que se emprega com um grande número de medicamentos utilizados para diferentes doenças, como o tratamento de perda de peso em pessoas com HIV, em tratamento de quimioterapia para o câncer de mama, para reduzir infecções, para favorecer a cicatrização de feridas e para encurtar o tempo de recuperação após uma cirurgia, para aumentar o fluxo de sangue nas mãos e pés gelados, e até mesmo em cremes e pomadas destinados a tratar diferentes problemas sexuais, tanto em homens como em mulheres.

Ibuprofeno com Arginina Para que serve?

Este medicamento é vendido sem receita médica e é usado, devido a sua ação anti-inflamatória e analgésica, frequentemente, para o alívio de diversos processos dolorosos como a dor de cabeça, dor de dente ou por extração dental, dor pós-operatório, menstruações dolorosas. Também alivia os sintomas da artrite reumatoide e osteoartrite, bem como as alterações músculo-esqueléticas e traumáticas que cursam dor e inflamação.

Juntando ibuprofeno com arginina é possível que o efeito seja mais rápido, já que diminui o tempo de absorção, exceto quando tomada com as refeições, o que demora mais tempo a fazer efeito, mas, no final, a quantidade absorvida é a mesma.

Por isso, quando sentimos uma dor intensa e insuportável, é mais aconselhável tomar ibuprofeno com L-arginina para reduzi-la, de forma rápida, já que em cerca de 30 minutos começa a notar seus efeitos, sendo de especial utilidade em casos de:

  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Dor de dente e por extração de peças dentárias
  • Pós-operatórias
  • Para reduzir o tempo de recuperação de uma cirurgia
  • Para favorecer a cicatrização de feridas
  • Menstruação dolorosa
  • Artrite reumatoide
  • Inchaço das articulações
  • Reduzir a febre

Como tomar Ibuprofeno com Arginina

Na hora de tomar Ibuprofeno com Arginina, deve-se sempre seguir a quantidade recomendada na bula, o médico ou o farmacêutico. Em nenhum caso devem-se aumentar as doses e prolongar o seu uso durante mais tempo do que o necessário, já que podem sofrer efeitos adversos.

Em geral, a dose recomendada nos adultos é de 1200mg/dia de Ibuprofeno Arginina, divididos em 2 tomadas. Se tem de ter em conta que tanto a dose como a duração do tratamento deve ser ajustado em função da gravidade do transtorno e desconforto do paciente.

No caso de pessoas com artrite reumatoide, podem ser necessárias doses superiores, ainda que em nenhum caso é recomendado exceder a dose máxima de 2400mg/dia.

Para diminuir a dor da dismenorreia primária (menstruação dolorosa), recomenda-se uma dose de 400mg, até o alívio da dor, sendo a dose máxima diária de 1200mg.

As pessoas que têm mais de 60 anos, são normalmente prescrever doses mais baixas do que o habitual, que só devem ser aumentadas pelo médico, uma vez comprovado que o paciente tolera o medicamento.

Por outro lado, os pacientes com doenças renais ou hepáticas também recebem doses mais baixas, o que é muito importante que continuem expressamente as instruções do médico e não tomar mais ibuprofeno com arginina do estipulado pelo médico.

As pessoas com lesões e/ou problemas de estômago, devem tomar ibuprofeno arginina com as refeições.

Efeitos Colaterais do Ibuprofeno com Arginina

O Ibuprofeno com Arginina, como todos os medicamentos, também tem os seus efeitos secundários, embora estes são mais comuns em pessoas com mais de 65 anos.

Estes efeitos adversos mais frequentes são:

  • Distúrbios do estômago e do intestino: dor abdominal, náuseas, vômitos, diarreia, indigestão.
  • Afecções da pele: vermelhidão, erupção cutânea, comichão, inchaço da face, lábios ou língua, secreção nasal.
  • Distúrbios do sistema nervoso central: fadiga, sonolência, dor de cabeça, tonturas, insônia, ansiedade, preocupação.
  • Distúrbios do sangue: prolongamento do tempo de hemorragia, diminuição dos glóbulos brancos.
  • Problemas cardiovasculares, a um moderado aumento de risco de sofrer infarto do miocárdio ou infarto cerebral.
  • Também pode causar inchaço nas extremidades, acúmulo de líquidos nos braços e pernas ou tensão arterial elevada, especialmente em idosos.
  • Transtornos do rim: alterações do rim.
  • Distúrbios do fígado: hepatite e icterícia (coloração amarela da pele).

Além destes efeitos adversos, podem aparecer outros menos frequentes, pelo que é necessário sempre ler atentamente o folheto de ibuprofeno com arginina.

Por outro lado, se estiver a tomar outros medicamentos podem aparecer outras interações. Consulta sempre o folheto informativo.

Intoxicação por Ibuprofeno com Arginina

Quando se ultrapassam as doses recomendadas, pode sofrer uma overdose, cujos sintomas são:

  • Dor abdominal
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Sonho
  • Dor de cabeça
  • Movimentos involuntários dos olhos
  • Zumbidos nos ouvidos
  • Falta de coordenação
  • Movimentos musculares

Raramente podem surgir sintomas mais graves, como hemorragia gastrointestinal, diminuição da tensão arterial, diminuição da temperatura corporal, acidose metabólica, convulsões, alterações da função renal, coma, desconforto respiratório e parada transitória da respiração em crianças após a ingestão de grandes quantidades.

Diferenças entre o Ibuprofeno e o Ibuprofeno arginina

Ao adicionar arginina é possível que o ibuprofeno adquira outras propriedades, como aumentar a solubilidade do ibuprofeno, já que este, por si só, é insolúvel em água. Com isso consegue-se aumentar e acelerar a absorção do medicamento no tubo digestivo, e sua passagem para o sangue, melhorando desta forma a sua biodisponibilidade.

Graças a isso, a principal diferença entre o ibuprofeno e o ibuprofeno com arginina, é que este último acelera o metabolismo, fazendo com que faça efeito em um período mais curto do que o ibuprofeno normal.

Enquanto que o ibuprofeno normal pode demorar a fazer efeito entre 1-2 horas, o ibuprofeno com arginina faz em cerca de 20 minutos.

Metformina – Bula, Benefícios, Indicações e Como Tomar

Muitos médicos consideramos que todos os pacientes com obesidade deveriam tomar Metformina para emagrecer, porque, muitas vezes, a resistência à insulina é culpado de seu excesso de peso.

bula da metformina

Quais são os benefícios de Metformina?

  • ajuda a emagrecer, o abdômen
  • diminui o apetite
  • previne a diabetes
  • diminuição dos triglicéridos, fígado gorduroso e ácido úrico

Também é o tratamento principal quando a Testosterona é a causa do excesso de peso e, por isso, aumenta a gordura abdominal, a queda de cabelo, hirsutismo (excesso de pêlos), a acne e os ovários policísticos.

Sinais na pele de que você precisa Metformina

  • linhas no pescoço muito marcadas
  • acrocordones (verrugas na garganta)
  • Acantose nigricans (coloração escura no pescoço e axilas)
  • pequenas bolinhas vermelhas

Qual a dose de Metformina devo usar?

Devido à importância do café da manhã para emagrecer é preferível tomar o medicamento de manhã e não à noite. Muitas vezes, a Metformina causa diminuição do apetite e ao tomá-lo no jantar pode tornar mais difícil tomar o pequeno-almoço proteína suficiente. Em contrapartida, ao ingeri-lo com o café da manhã diminui a ansiedade no final da tarde.

Como tomar Metformina para Emagrecer

É aconselhável começar com uma dose pequena (500 mg) porque no começo ocorrem seus efeitos colaterais. A primeira semana é comum sentir náuseas e dor de estômago. Se estes sintomas persistirem deve reduzir a dose por alguns dias.

Ao começar a tomá-la é mais fácil comer de forma saudável, pois diminui o apetite e evita que os alimentos com açúcar engordem. Devido à importância do café da manhã para emagrecer, é melhor tomá-lo pela manhã. Por seu efeito sobre o apetite, ao tomá-lo no jantar pode tornar mais difícil tomar o pequeno-almoço proteína suficiente. Em contrapartida, ao ingeri-lo com o café da manhã diminui a ansiedade no final da tarde. Recomendo estes 10 pequeno-almoço ricos em proteínas.

O que é seguro tomar Metformina durante a gravidez?

A Metformina durante a gravidez se deverá continuar a tomar para prevenir o aborto, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional. Além disso, previne que o bebê sofra de excesso de peso quando for adulto.

A Metformina pode evitar parcialmente o aumento de peso causado por essas pílulas contraceptivas.

Qual é melhor: Glucofage, Glafornil, Glucaminol, Diaformina ou Glucophage XR?

O composto ativo em todos é idêntico: Metformina.

Nome Comercial de Metformina por país:

  • Venezuela: Glucofage, Glafornil, Glucaminol, Diaformina
  • México: Dabex, Dimefor ou Glucophage
  • Portugal: Diabex, Diaformin, Fortamet, Glucophage, Glumetza, Meglucon, Riomet
  • USA: Glucophage, Glucophage XR, Glumetza, Fortamet, Riomet
  • Colômbia: Glucophage, Dimefor, Glucaminol, Metformina, Metsulina
  • Peru: Diabetil, Dimefor, Glucaminol, Glucophage, Metformina

As 7 razões para tomar Metformina

A Metformina tem tantos benefícios que muitos médicos chamam de a nova vitamina M. Quando a insulina aumenta todos os órgãos do corpo são afetados.

A Insulina abre a porta por onde entra a energia. Alguns têm essa porta muito pesada e precisam de mais insulina para compensar essa resistência. A Metformina ajuda a recuperar a sensibilidade à insulina.

Metformina para os triglicéridos e o fígado gordo

Um copo de suco de laranja natural tem 10 colheres de sopa de açúcar. Tanto açúcar não pode viajar por sangue e por isso o fígado fabrica vagões para poder transportá-lo para todo o corpo. Esses truques são chamados de: triglicerídeos. Se os sintomas persistirem os sucos aparecem os sintomas de fígado gorduroso.

Ao tomar Metformina o açúcar entra mais facilmente para os músculos, o fígado não produz tantos triglicerídeos, nem é cheia de gorduras e previne a diabetes.

Metformina para a Testosterona alta

É injusto criticar a uma paciente com a insulina alta pela sua gordura em sua barriga. A insulina aumenta a Testosterona, fazendo com que apareçam sintomas masculinos: queda de cabelo de raiz oleosa, gordura no abdômen, acne e excesso de pêlos.

Às vezes, a Insulina aumenta tanto a Testosterona, que interfere com a ovulação ocasionando ovários policísticos e até problemas para engravidar.

Pode ser usado a partir dos 8 anos nas meninas que comem muitos doces para prevenir a puberdade precoce e permitir que cresçam 4 cm a mais.

Metformina para prevenir o mal de Alzheimer

A Insulina abre a porta para que cada órgão do corpo recebe energia. Quando essa porta se recusa a abrir os músculos, causando dores nas costas e falta de energia, mas às vezes aquela porta se danifica o cérebro, causando perda de memória. Se a porta continua mal por mais de 30 anos se desenvolve a doença de Alzheimer. A Metformina ajuda a recuperar a sensibilidade à insulina no cérebro para prevenir o mal de Alzheimer.

Metformina para a apnéia do sono

Os pacientes que roncam não têm gordura externa (pele), por culpa da insulina lhes aumenta a gordura visceral (gordura localizada dentro do abdômen e pescoço) que pressiona a traqueia e causar ronco.

Dormir é mais importante para perder peso, a alimentação. Inclusive o acompanhante do paciente com ronco também engorda por não dormir profundamente. Muitas vezes, só com o tratamento para a apneia do sono, ambos começam a emagrecer.

Metformina para o câncer e o envelhecimento

Além de determinar o destino do açúcar, a Insulina se encarrega de promover o crescimento. Ao adicionar algumas gotas de insulina, tudo começa a se multiplicar. Na pele aparecem verrugas e manchas escuras no pescoço e das axilas. Mas não são perigosas, estes sinais alertam que a insulina está elevada.

Quando este estímulo de crescimento continua por mais de 30 anos ocorrem erros na multiplicação das células que podem se transformar em câncer de mama, próstata e cólon.