Bula do Androxon – O que é, Indicações, Riscos e Efeitos Colaterais

Atualizado em: 2019/07/20

Androxon surge no mercado como um medicamentado para reposição de testosterona. Muitos homens, seja pelo avanço da idade, seja por problema psicológico, sofrem com a diminuição da testosterona no organismo.

androxon
Testocaps (Undecilato de Testosterona)

A testosterona é o hormônio que está ligado diretamente às funções sexuais, pois ela é capaz de aumentar a libido, potencializando uma boa relação sexual.

Além do assunto sobre sexo, a testosterona também está relacionada a outros assuntos que fazem bem à saúde, como diminuição do nível de estresse, melhorar da forma física e aumento de força.

Por esses assuntos, quando os níveis de testosterona são baixos nos homens, muito procuram repô-los. E há diversos medicamentos no mercado para isso. Entretanto, muitos causam efeitos colaterais que tornam o tratamento cansativo e doloroso.

O que é o Androxon?

O Androxon é um medicamento que é utilizado para a terapia de reposição de testosterona no organismo dos homens que sofrem com distúrbios hipogonadais.

É um medicamento que não causa dano ao fígado, pois é absorvido através do sistema linfático, que é responsável pelo transporte de fluídos no organismo, o que faz com que ele não interfira nesse processo, por isso que é bastante recomendado pelos médicos.

Como funciona?

O Androxon tem o poder de repor o hormônio testosterona. Ele, quando usado corretamente, aumenta os níveis dos hormônios sexuais masculinos no sangue.

O Androxon é absorvido pelo organismo, através do intestino, não passando pelo fígado, fazendo com que este não fique intoxicado, deixando-o saudável. Porém, o composto do medicamento fica muito pouco tempo na corrente sanguínea, tendo que ser reposto constantemente para que mantenha uma dose estável no sangue.

Ele não promove a interrupção natural de testosterona.

A substância ativa é o undecilato de testosterona, que é transformada em testosterona pelo organismo. Essa substância é capaz de contornar o fígado através do sistema linfático, por isso, é usado por via oral.

O uso contínuo do Androxon aumenta os níveis plasmáticos de testosterona e seus metabólitos ativos.

Nos homens, a testosterona é produzida nos testículos. Ela que é a responsável pelo crescimento, desenvolvimento e funcionamento dos órgãos sexuais masculinos. Sendo necessária para o crescimento de pelos no corpo, para o desenvolvimento de ossos e músculos e estimula a produção de glóbulos vermelhos do sangue. Na ausência da testosterona, o Androxon é o medicamento capaz de fazer essa reposição.

Contraindicações

Como todo medicamento, o Androxon possui algumas contraindicações que devem ser respeitadas e evitadas por pessoas quem foram impossibilitadas de fazerem o seu uso. Os homens que devem evitar o uso do medicamento são:

  • Tiveram ou apresentam câncer de mama ou de próstata, ou que tenham suspeita de terem essas doenças;
  • Apresentam alergia à substância ou a qualquer componente presente na fórmula do medicamento;

É um medicamento feito para uso masculino. Portanto, é contraindicado para o uso de mulheres.

O tratamento de reposição da testosterona pode aumentar o tamanho da próstata, especialmente nos homens idosos. Portanto, caso o homem queira fazer utilização do medicamento, deverá ter o acompanhamento do médico para saber a sua real situação e se realmente poderá fazer uso do remédio.

Em algumas situações, o médico também deverá dar a liberação para o uso do medicamento. Entre algumas situações, estão:

  • Câncer renal ou pulmonar;
  • Doença do coração, dos rins ou do fígado;
  • Pressão alta;
  • Diabetes;
  • Dor de cabeça.

Caso o homem tenha alguma desses problemas ou já teve, deverá informar ao médico, pois a ausência dessa informação, junto com o uso do medicamento, poderá trazer complicações futuras.

Efeitos colaterais

Como todo medicamento causa, o Androxon também não está livre dos seus efeitos colaterais. Embora tenha sido feito estudos, algumas reações puderam ser observadas. Algumas aconteceram por mais vezes, outras me menor escala, mas se fizeram presentes naqueles que utilizaram o medicamento.

Entre as reações adversas encontradas, estão as:

  • coceira;
  • acne;
  • náusea;
  • alteração nos níveis de colesterol;
  • depressão;
  • nervosismo;
  • alterações de humor;
  • dor muscular;
  • retenção de líquidos nos tecidos;
  • aumento da pressão;
  • ereção prolongada e dolorosa no pênis;
  • formação de esperma alterada;
  • crescimento da próstata em homens de idades mais avançadas;
  • diarreia e dor ou desconforto no estômago durante o uso do medicamento.

Consulte um médio, antes de pensar em comprar o Androxon e siga as orientações da bula.

3 comentários em “Bula do Androxon – O que é, Indicações, Riscos e Efeitos Colaterais”

Deixe um comentário